Vigilantes do Hospital da Restauração retomam atividades após horas de paralisação no Recife

53

Vigilantes do Hospital da Restauração, no Centro do Recife, retornaram às atividades na tarde desta quinta-feira (10), após horas de paralisação devido a atraso de salários e outros problemas trabalhistas. Cerca de 60 profissionais vinculados à empresa Xerife, que atuam de forma terceirizada na maior unidade de saúde do estado, estavam sem trabalhar desde a meia-noite.

A decisão de retomar os trabalhos ocorreu após uma reunião realizada durante a tarde, com integrantes do Sindicato dos Vigilantes de Pernambuco, da empresa e da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Os trabalhadores denunciam que os vencimentos não são pagos há dois meses e o vale-refeição está atrasado há cinco meses.

Além disso, segundo o sindicato, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) deixou de ser recolhido há um ano. Segundo Cassiano Souza, presidente do sindicato, o governo informou, na reunião, o repasse de parte do valor necessário para quitar as dívidas.

“Serão quitados um salário e um vale-alimentação. Não é o que queríamos e temos direito, mas, para não prejudicar a sociedade, orientamos que os trabalhadores voltem às atividades”, afirmou Cassiano.

Por meio de nota, a SES havia informado que tem cumprido com os repasses financeiros à empresa responsável pelos vigilantes do Hospital da Restauração (HR), mas que a Xerife não comprovou o pagamento das obrigações trabalhistas aos seus funcionários e, por isso, a secretaria estaria impedida legalmente de fazer novos repasses.

Por meio de nota, a SES informou que “se comprometeu a realizar, nos próximos dias, repasse à empresa Xerife para que sejam efetivados os pagamentos dos salários e benefícios dos vigilantes” e que, assim que a empresa comprovar o cumprimento das obrigações trabalhistas, “vai trabalhar para efetivar um novo repasse.”

A secretatia diz, ainda, que “a comprovação da regularidade fiscal é uma obrigação legal, que consta no contrato de prestação de serviço da empresa, visando a garantia do recolhimento dos direitos trabalhistas dos vigilantes”.

Deixe seu Comentário!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS
Anuncie